renda brasil quem tem direito

Quem tem direito ao Renda Brasil? Quais São os Requisitos?

Com a confirmação do programa Renda Brasil, tanto pelo Ministério da Cidadania, comandado por Onyx Lorenzoni, quanto pelo setor econômico, liderado por Paulo Guedes, muitos beneficiários do Bolsa Família e do Auxílio Emergencial começaram a questionar quem tem direito ao Renda Brasil, além de outros detalhes.

É inegável que a atual crise sanitária mudou muitas coisas no Brasil e no mundo. Com o isolamento social como uma realidade presente durante o período de crise, muitos trabalhadores se viram desalentados financeiramente, ou seja, sem qualquer fonte de renda.

Essa crise financeira desencadeada pelo vírus, expôs também uma vulnerabilidade muito grande que está largamente presente na sociedade brasileira: os trabalhadores informais.

Esse grupo de pessoas cada vez mais cresce muito no Brasil, número que costuma aumentar conforme o índice de desemprego também cresce.

Para oferecer uma ajuda para essas pessoas, o governo federal anunciou a futura criação do Renda Brasil, programa de transferência de renda que pode vir a substituir o Bolsa Família.

Com o objetivo de elucidar o máximo de dúvidas possível, nós reunimos algumas questões sobre o Renda Brasil que ajudarão você a entender melhor sobre o programa e para quem ele será destinado.

Siga com a sua leitura e venha conferir!

Quem tem direito ao Renda Brasil?

O que se sabe até agora é que o Renda Brasil será relativamente similar ao Bolsa Família. Mas, agregando um número maior de pessoas que terão direito ao recebimento do benefício.

Diferentemente do Bolsa Família, que é apenas destinado às famílias em situação de alta vulnerabilidade social, ou seja, em condição de pobreza e extrema pobreza, o Renda Brasil terá um público mais abrangente.

Aparentemente, o novo programa irá incluir entre os beneficiários, os trabalhadores que não possuem registro na carteira, os informais. Entretanto, um dos objetivos é estimular a procura por empregos formais, por meio da Carteira Verde Amarela.

Atualmente o Bolsa Família é pago a 14,2 milhões de famílias e todas elas terão direito ao Renda Brasil. Além disso, mais de 65,5 milhões de pessoas tiveram acesso as parcelas do Auxílio Emergencial, sendo que boa parte destes também terão acesso ao novo programa.

Renda Brasil: o que é?

Anunciado recentemente pela equipe do ministério da Economia, o que se sabe até então sobre o benefício é que ele será, assim como o Bolsa Família, um programa de transferência de renda. Então, deverá agregar em si outros programas sociais e com um número maior de pessoas beneficiadas.

auxilio emergencial renda brasil
Experiência com o auxílio emergencial será utilizada para o renda brasil.

Renda Brasil irá incorporar o Auxílio Emergencial?

Como mencionado anteriormente, o Renda Brasil irá formar-se por programas sociais já existentes, e o Auxílio Emergencial é um destes. Contudo, nem todas as pessoas passaram a receber. De fato, a ideia é desenvolver um filtro, para pagar somente àqueles que realmente necessitam.

Criado para ajudar trabalhadores no momento de crise, o benefício paga, por cinco meses, o valor de R$ 600, podendo chegar em até R$ 1.200 em alguns casos.

Além do Auxílio Emergencial, também se cogita incorporar outros programas já existentes, como o Abono Salarial, Salário-Família, Seguro-Defeso e Farmácia Popular. Dessa forma, o governo deve economizar R$ 27 bilhões para usar nos pagamentos do Renda Braisl.

Valor do Renda Brasil

Não se tem um número fixo anunciado até agora.

Sabemos que o Bolsa Família paga, em média, R$ 191 para cada família participante, e o Auxílio Emergencial, por sua vez, tem o valor de R$ 600.

Sendo assim, o novo programa do governo federal será a soma de ambos? Não, isso é improvável de acontecer.

Na realidade, acredita-se que o Renda Brasil possua valores similares ao Bolsa Família, porém, com um número maior de beneficiários. Existem também comentários de que o benefício pagaria R$ 300 por mês, mas, ainda nada de concreto foi definido.

Cadastro no Renda Brasil

Desde o anúncio do Renda Brasil, muitas pessoas já começaram a procurar como é possível realizar o cadastro no programa para receber os valores concedidos.

E se você faz parte deste grupo, tenha calma. O Renda Brasil ainda está sob estudo e desenvolvimento, não está em vigor ainda. Até agora, o que temos e sabemos são um conjunto de informações reveladas pelo ministério da economia.

Se você necessita desta ajuda, saiba que no momento o programa de transferência de renda do governo ainda é o Bolsa Família, que provavelmente será substituído pelo Renda Brasil.

Existe a expectativa de que o cadastro possa ser feito por meio da internet, já que o Auxílio Emergencial funcionou desta maneira e foi um sucesso.

Lembrando que para receber os valores, é preciso que você se enquadre nos requisitos de renda e demais exigências estipuladas pelo governo federal. Se você ainda tem dúvidas a respeito do Bolsa Família, pode acessar o portal da Caixa, onde se encontram todas as informações pertinentes sobre o programa social.

Faça isso clicando aqui.

O fim do Bolsa Família

Desde que foi anunciado, aquilo que mais se comenta é que o Renda Brasil virá para substituir o programa Bolsa Família.

Sim, isso é possível e provavelmente é o que acontecerá. Porém, talvez seja mais interessante entender que o Bolsa Família será incorporado por outro programa. Até porque ele também reunirá outros benefícios já existentes.

Lembrando que, assim como acontecerá no Renda Brasil, o Bolsa Família também incorporou outros programas já existentes do governo na época de sua criação, em 2003.

Naquele momento, benefícios como o Bolsa-Gás e Fome Zero, por exemplo, deixaram de existir para o surgimento do Bolsa Família, sendo incorporado pelo mesmo.

Conclusão

Ainda não sabemos qual será o valor entregue mensalmente com o Renda Brasil. Mas, a expectativa é de que exista um pagamento fixo, diferente do Bolsa Família, onde existe o benefício variável.

De todo o modo, é possível afirmar que o Renda Brasil pode ser o substituto do Bolsa Família como a principal forma de transferência de renda do governo federal. Além disso, diferentemente do seu antecessor, o programa também agregará os trabalhadores informais entre os beneficiários.

Sendo assim, se você recebe atualmente os valores do Bolsa Família, não há razão para preocupação ou correria para se cadastrar no Renda Brasil. Aliás, possivelmente quem já possui cadastro neste programa de transferência de renda nem precisará de um novo cadastro.

A grande vantagem é que os valores entregues todos os meses serão mais elevados. Outra questão é que haverá um incentivo aos trabalhos formais. Ou seja, o objetivo será estimular os beneficiários, para que estes mudem a situação de suas vidas.

Deixe um comentário